Parto trabalho de parto o primeiro período de parto

Parto Trabalho de parto O primeiro período de parto 0 2.7

Nascimentos de A a Z

Parto Trabalho de parto O primeiro período de parto

Sobre a natureza do trabalho e comportamento durante o primeiro período de trabalho

O que mais frequentemente assusta uma jovem mulher, a primeira vez se preparando para ser mãe (ou o que a assusta com mais frequência)? A resposta implora - lutas.

Anna Koroleva Obstetra-ginecologista, doutora da associação "Medicina 2000"

O que mais frequentemente assusta uma jovem mulher, a primeira vez se preparando para ser mãe (ou o que a assusta com mais frequência)? A resposta implora - lutas. Ожидание боли может вызвать большую панику, чем сама боль. И чем ближе заветный срок, тем навязчивее преследует этот страх. Самое верное средство избавиться от страха - перестать прятаться от него и прятать его от себя, встретить его лицом к лицу, «поговорить» с ним. Вы боитесь схваток? Так давайте разберемся, что это такое.

O que são contrações?

Na linguagem médica, dores de parto são contrações regulares involuntárias do útero, junto com tentativas relacionadas às forças do feto comedor de clã. Contrações indicam o início do trabalho de parto. (Além do trabalho de parto, no início do trabalho de parto pode indicar sintomas como a saída de líquido amniótico e a passagem do tampão mucoso que fecha a luz do colo do útero 1; tampão mucoso pode se afastar e por 2-3 dias antes do parto, de modo que o fluxo da sua não significa necessariamente que é hora de ir para o hospital). Muitos trabalhos são escritos sobre o que, de fato, provoca o início do parto. Despesas em particular, todos os pesquisadores concordam em uma coisa: a mãe ea criança estão em estreita interação, como é que "concordar com" transmitem entre si os impulsos necessários. Pouco antes do nascimento da placenta e mulheres pituitária bebê começar a produzir substâncias específicas (tais como prostaglandinas e hormônio oxitocina), fazendo com que as contrações do músculo uterino chamados. Durante a gravidez, o colo do útero está bem fechado. Com o aparecimento de contracções do trabalho começa a sua divulgação útero verter expandir gradualmente a 10-12 cm de diâmetro (divulgação completa). Caminhos genéricos estão se preparando para "libertar" a criança do ventre da mãe. pressão intra-uterina durante o trabalho aumenta porque o próprio útero é reduzida em volume. Isto conduz eventualmente à ruptura das membranas e o derramamento do líquido amniótico. Se ele coincide com a abertura completa da boca do útero, falar sobre o derramamento do tratamento oportuno, se o colo do útero no momento da ruptura das membranas revelado inadequadas, tal derramamento chamado início. O primeiro, preparação, fase do trabalho leva uma média de 12 horas, se uma mulher dá à luz pela primeira vez, e para 2-4 horas a menos para aqueles que não são o primeiro nascimento. No início da segunda etapa do trabalho (a expulsão do período feto) tenta alinhar lutas - reduzindo músculos abdominais e do diafragma. Além de estar em lutas e vãs tentativas de envolver diferentes grupos musculares, eles têm outra diferença importante: a luta - o fenômeno da involuntária e descontrolada, ou a sua força, ou freqüência não dependem das mães, enquanto tentativas até certo ponto obedecer sua vontade pode atrasar ou reforçá-los.

O que esperar das contrações?

Sensações durante as lutas são individuais. Às vezes, os primeiros choques são sentidos na região lombar, depois se espalham para o abdômen, tornam-se cingidos. Sensações de desenho podem ocorrer no próprio útero, e não na região lombar. Dor em lutas (no caso de você não pode relaxar ou encontrar uma posição confortável), assemelha-se a dor que muitas vezes acompanha o sangramento menstrual. No entanto, não entre em pânico pelo medo do parto. Muitas vezes é possível ouvir de mulheres dando à luz que as lutas foram passadas neles completamente sem dor, ou a dor era bastante suportável. Em primeiro lugar, durante o trabalho de parto, o corpo libera seus próprios analgésicos. Além disso, de sensações dolorosas ajuda a livrar-se das técnicas de relaxamento e respiração própria que se desenvolveram durante a gravidez. E, finalmente, existem métodos medicinais de anestesia, no entanto, eles são recomendados para serem usados ​​apenas em casos extremos, uma vez que todos afetam o bebê em diferentes graus. Real (e não falso - veja abaixo) abordagem de "forças de expulsão" com uma periodicidade regular. Inicialmente, os intervalos entre as contrações são cerca de meia hora, e às vezes mais, a contração do próprio útero dura de 5 a 10 segundos. Gradualmente, a frequência, intensidade e duração das contrações aumentam. As mais intensas e demoradas (e às vezes - embora nem sempre dolorosas) são as últimas lutas, precedendo as tentativas. Quando ir ao hospital? No caso do primeiro nascimento (e se a maternidade não estiver longe), você pode esperar até que o intervalo entre as contrações seja reduzido para 5-7 minutos. Se um intervalo claro entre as contrações ainda não tiver sido estabelecido, mas a dor se intensificar e se tornar cada vez mais prolongada, é hora de ir ao hospital. Se o parto é repetido, então, com o início de episódios regulares, é melhor ir imediatamente para o hospital (muitas vezes, os nascimentos repetidos são rápidos, por isso é melhor não hesitar) 2. Com o início das contrações, descargas mucosas podem aparecer com uma ligeira mistura de sangue - este é o mesmo tampão viscoso que "entupiu" a entrada do útero. Sangue (em pequena quantidade) entra no muco devido ao alisamento e abertura do colo do útero. Este é um processo natural, que não deve ser assustado, mas com sangramento intenso, um exame imediato é necessário.

Verdadeiro ou falso?

Deve-se ter em mente que após a 20ª semana de gestação, algumas (nem todas) mulheres têm as chamadas falsas brigas, ou contrações de Braxton-Hicks, e 2-3 semanas antes do parto, as mulheres começam a sentir as lutas precursoras. Nem um nem outro, ao contrário das verdadeiras contrações, não levam à revelação do colo do útero. Há sensações de puxar na parte inferior do abdômen ou na parte inferior das costas, o útero é como se pedregoso - se você colocar a mão no estômago, você pode sentir claramente isso. O mesmo, de fato, ocorre quando batalhas de clãAssim, "Braxton-Hicks" e os precursores frequentemente confundem as mulheres que dão à luz pela primeira vez. Como entender se o parto realmente começa e é hora de ir ao hospital ou se são apenas falsas lutas?

  • As contrações de Braxton-Hicks, em contraste com o parto verdadeiro, são raras e irregulares. Abreviações duram até um minuto, pode ser repetido em 4-5 horas.
  • Contrações falsas são indolores. Andar a pé ou um banho quente, muitas vezes ajuda a remover completamente o desconforto. O papel do falso trabalho ainda não foi totalmente esclarecido. Sua aparência está associada a um aumento na excitabilidade do útero, acredita-se que pouco antes do nascimento, as lutas precursoras promovem o amolecimento e o encurtamento do colo do útero.

O que fazer nas lutas?

Percebe-se que quanto mais uma gestante se assusta, quanto menos sabe o que está acontecendo com ela e o que ela tem a fazer, mais difícil, mais demorada e dolorosa é para ela dar à luz. No passado muito recente, a frase "preparação para o parto" parecia completamente absurda na Rússia. Felizmente, na última década houve mudanças qualitativas nesta área - muitos cursos e escolas foram abertos para se preparar para o parto, onde não apenas futuras mães, mas também futuros pais estão se preparando para este importante evento. Existem livros suficientes publicados. E o mais importante, a psicologia mudou. Agora, se não todas, a maioria das mulheres entende que é necessário preparar o parto como um trabalho difícil e importante. E o principal objetivo desse treinamento é livrar-se do medo e da dor. O que os especialistas geralmente recomendam para que os episódios passem da forma mais fácil e indolor possível? Como já mencionado, você não pode controlar a frequência e força das lutas, isso não depende de você. Mas você pode ajudar a si mesmo e a seu filho a sobreviver a esses ataques.

  • A princípio, quando as contrações apenas começaram, é melhor não mentir, mas se mover: isso acelerará o processo de abertura da garganta uterina e, portanto, encurtará o tempo de nascimento.
  • Calmamente concentre-se e tente encontrar a posição do corpo em que você está mais confortável.
  • Não seja tímido se quiser ficar de quatro, deitar-se numa grande bola insuflável ou mesmo ... dançar. Acredite em mim, ninguém jamais virá condená-lo por extravagância.
  • Movimentos circulares e agitados da pelve ajudam a aliviar a tensão e reduzir a dor.
  • Se possível, tente entre as contrações do sono ou, pelo menos, "fingir estar dormindo" (isso ajudará a relaxar o corpo).
  • Você pode se deitar por dez minutos em um banho com água morna - é claro, se você não está sozinho no apartamento e, se necessário, será capaz de ajudá-lo.
  • O afago fácil do baixo-ventre com as almofadas dos dedos facilita as contrações no início do caminho.
  • Com o início da luta, você precisa inspirar e direcionar o movimento das mãos da linha média para os lados, na expiração as mãos se movem na direção oposta.
  • Com a intensificação das lutas, ajuda a aliviar a dor com uma pressão forte e frequente dos polegares nos pontos na região ântero-superior dos ossos ilíacos (estas são as partes mais salientes da pelve).
  • As mãos são confortáveis ​​para colocar as mãos ao longo dos quadris. Massagem da zona sacral da coluna é muito útil. É eficaz não só no início das lutas, mas também o tempo todo, enquanto no seu corpo expulsar as forças agem.
  • Conforme as lutas se intensificam, a respiração correta se torna mais importante 3

Mas o mais importante é sintonizar, ouvir seus próprios sentimentos e ... lembrar a criança. Vocês dois têm um trabalho difícil de fazer, mas afinal de contas, o resultado será uma reunião!

Татьяна Кипринова

O primeiro ataque я распознала с трудом. Дело в том, что они были очень похожи на «тренировочные» схватки - так называемые «схватки Брекстона-Хикса», которые меня преследовали с 7-го месяца почти каждый вечер. И я сначала не могла понять - это по-прежнему они или уже начало родов. По ощущениям - как будто замирает живот внизу, потом «отпускает». Интервалы между схватками у меня были неравномерными: то через 20 минут, то через 5; но все-таки они шли регулярно (дольше двух часов) - это и повлияло на решение все-таки поехать в роддом. O primeiro ataque были вполне терпимы - просто ощущение небольшого дискомфорта. Между ними были значительные промежутки, которые давали возможность расслабиться, и я уже даже начала сомневаться в том, что действительно рожаю. По прибытии в роддом осмотр показал раскытие шейки матки 1 см. Когда прокололи пузырь (кстати, это оказалось совершенно не больно), схватки пошли уже эффективнее, боль стала вполне ощутима, интервалы были примерно в минут 5-10 (раскрытие 4 см). Раньше у меня были довольно болезненные месячные, и эта боль показалась мне похожей на менструальную. В течение следующих часов (ребенок продвигался к выходу) боль становилась все сильнее и сильнее. Было тяжело. Мне немного помогал массаж поясницы, который делал муж, и дыхание, про которое я читала в книгах (медперсонал тоже подсказывал, как лучше дышать). Когда боль стала просто нестерпимой, начались потуги (кстати говоря, я не раз слышала от других, что, когда ощущаешь, что настал предел и терпеть боль уже нет мочи, это значит, что скоро все закончится). Потуги распознать легко - непроизвольно начинаешь тужиться (этот процесс я могла бы сравнить с позывом в туалет). Потуги - вещь тоже болезненная, но кардиографический аппарат стал плохо прослушивать сердце ребенка, и мне надо было родить как можно быстрее. Поэтому примерно с пятой потуги я уже родила своего мальчика (не обошлось без эпизитомии). Весь процесс у нас занял 12 часов (это были мои первые parto).

Anna Goncharova

As contrações eram como uma menstruação muito forte e dolorosa. No começo, eles eram muito fracos e eu nem me sentia desconfortável. Era como um espasmo muito leve (não doloroso) dentro do abdômen. Contrações dolorosas só começaram em cerca de quatro horas. E isso me lembrou mais de toda a menstruação dolorosa. Mas foi muito doloroso apenas por cerca de uma hora. Era possível suportar, mas com dificuldade. Meu marido me ajudou muito. Mesmo no momento mais intenso, a dor não era permanente. Tudo estava acontecendo a uma regularidade de 5 minutos. A princípio, a dor cresceu rapidamente, atingiu o máximo e desapareceu o mais rápido possível. Cada batalha levou cerca de dois minutos. Durante três minutos, não houve absolutamente nenhuma dor! Pior de tudo, eu estava no começo de uma nova luta - quando não é doloroso, mas você entende que tudo correu primeiro. Desagradável, mas tolerante. E apenas uma hora. Assim que me permitiram empurrar, a dor parou. Não mais dor, que às vezes escrevo (na parte inferior das costas, ou em outro lugar), eu não tenho. No início das lutas, eu já estava no hospital, fui direto ao médico e o médico confirmou que parto começou. O médico e a parteira disseram quando você pode começar a empurrar. Não foi nada doloroso, e não doeu nada. Embora eles tenham feito o corte, eu não percebi nada. De um modo geral, lembro-me muito bem, mas a dor é esquecida muito rapidamente. Lembro-me com prazer - e antes de tudo, todos os tipos de momentos engraçados. Sentimentos de horror e "nunca mais" não eram nada disso. Talvez porque eu era uma boa maternidade e dei à luz meu marido!

Elizaveta Samoletova

Infelizmente, parto я была психологически совершенно не готова. Поэтому, уже будучи в родзале (я лежала в роддоме на сохранении), почувствовала, что у меня очень сильно болит живот, и испугалась. Конечно, «теоретически» я знала, что мне предстоят схватки, но слабо представляла себе, что это такое. Конечно же, ни о каком подсчете интервалов между схватками (это предложила сделать акушерка, которая сидела рядом за столом и что-то писала) не могло быть и речи. Мне показалось, что я умираю, и слабеющим голосом я попросила сделать мне кесарево сечение. Акушерка почему-то весело рассмеялась. Я спрашиваю: «Вы что смеетесь?» А она мне: «По моим подсчетам, каждая вторая роженица просит сделать ей кесарево». Я мучилась около часа. Меня очень оскорбляло, что люди, которые были вокруг (медсестры, акушерки, зав. отделением и даже какие-то практиканты, которым меня показывали как пример «старой первородящей с несколько зауженным тазом») принимали мои страдания как должное и как ни в чем ни бывало пытались заговорить со мной на какие-то скучные бытовые темы (спрашивали, где я работаю, откуда у меня такая странная фамилия и как я назову своего будущего ребенка). А когда живот у меня начинал болеть особенно сильно, подходила акушерка и издевательски (как мне тогда казалось) рассказывала, как я должна дышать. Когда начались потуги, стало легче и даже, я бы сказала, интереснее, ведь «результат труда» должен был вот-вот появиться. Он и появился. В нем было 3 кг 600 г. Потом я извинилась перед врачами, но они снова засмеялись и сказали, что так, как я, ведут себя почти все. И я решила, что к следующим parto буду готовиться долго и серьезно.


1 Os sintomas do início do trabalho de parto, sua periodização e curso podem ser lidos em detalhes no nº 4/2001: L. Komissarova "Um Grande Milagre e Trabalho Duro".2 Também recomendamos a leitura do artigo de N. Zaretskaya "Quando é hora de ir ao hospital?" Em No. 1/2001 da revista "9 MESES".3 Sobre a técnica de respiração correta durante o parto, que é recomendado para dominar durante a gravidez, ver E. Pechnikova, "Easy respirar", No. 7-8 / 2001.

LEAVE ANSWER